Hands On iOS 5: Eu não ia agüentar até o dia 12…

Tudo bem, todo mundo que me conhece sabe o quanto eu sou Macfag, e aqueles que tiveram a oportunidade de fuçar no Lion, iPhone ou iPad sabem que eu não sou assim a toa e, as vezes, tenho a humildade de admitir que os sistemas da Apple dão, sim, problemas de tempos em tempos.

Como ex usuário de windows e ex fã boy de Android eu acredito que tenha até um pouco de credibilidade quando me refiro aos sistemas da Apple e o meu favorito é, sem duvida alguma, o iOS, o sistema operacional dos igadgets. Quando comecei a usar o Android eu fiquei realmente surpreso com a quantidade de recursos e a facilidade de utilização, tudo estava literalmente na ponta dos dedos, sem contar a facilidade para encontrar novos aplicativos no Market. Eu achei que estava apaixonado. Mas aí começaram os meus problemas. O que, num primeiro momento, era maravilhoso passou a ser extremamente irritante:

-O sistema era extremamente mal organizado: suas coisas ficam jogadas em pastas, como no Windows, que podem ser criadas, deleitadas e movidas pelo usuário a vontade. O problema é que a navegação não é simples como no Windows, é confusa e muitas vezes te deixa andando em círculos.

-A falta de fiscalização do Market permite a copia descarada de aplicativos: dependendo da busca que você fizer, vai ter que rolar varias páginas até encontrar algum aplicativo que não seja uma copia descarada de algum recurso de sucesso. Muitos desenvolvedores chegam ao ponto de colocar seu próprio aplicativo varias vezes, sob nomes diferentes, para ganhar mais downloads.

-O sistema é muito aberto: muitos freetards podem até achar que isso só pode ser bom, mas nem sempre é assim. O sistema aberto permite aos aplicativos muita liberdade de modificação e/ou consulta de dados do usuário e a maioria dos usuários de Android não tem noção do perigo que correm ao comprar um aplicativo suspeito no Market, acabando por não se proteger.

Eu não estou dizendo que o iOS não tem problemas, apenas que essas coisas que me irritam no Android não estão aqui (estou escrevendo pelo iPhone). Eu poderia citar, por exemplo, que a falta de customização no iPhone me chateia profundamente, mas essa é uma característica da Apple em quase todos os seus produtos. Outra coisa que me irrita é o fato de que sem um computador vc não faz praticamente nada num iPhone. E essa era a deixa que eu estava esperando.

Ontem, dia 4 de outubro de 2011, num evento chamado “Let’s talk iPhone” a Apple lançou um novo aparelho, o iPhone 4S, que é uma pequena evolução do iPhone 4, e amem lançou o iOS 5, que eu venho esperando há meses, e o que inspirou esse post. Oficialmente o iOS 5 será distribuído para o publico a partir do dia 12 de outubro, mas eu pago 99 Obamas anuais pro Steve pra poder ter acesso a essas coisas com um pouco de antecedência. E ontem eu instalei iOS 5 no meu iPhone. Eu poderia ter feito isso há quase dois meses, mas só queria brincar com a GM, que é a versão que provavelmente será a oficial disponibilizada ao publico geral. E aqui vão as minhas primeiras impressões.

Logo de cara, quando terminei de instalar o software, eu notei uma mudança interessante:

Normalmente quando se da um factory reset num iGadget você tem que fazer a configuração inicial dele pelo iTunes, o que exige um computador. Dessa vez a configuração inicial se deu pela tela do próprio iPhone; conexão com uma rede wi-fi, seleção de idioma, cadastro ou configuração da conta na iTunes store e pronto, vc já pode sair usando o seu iGadget, não importa se vc resolveu abri-lo em casa ou no starbucks mais próxima da sua loja de preferência.

Outra coisa interessante é a central de notificações, descaradamente chupinhada no Android, mas como o Android inteiro foi baseado no iOS esse é um direito da Apple. Na central de notificações você tem suas mensagens, ligações perdidas, menções no Twitter ou notificações do Facebook e qualquer outra notificações que o sistema push do iOS te enviar. Além disso, o que torna a central de notificações realmente interessante é a capacidade de ser acessada mesmo com a tela bloqueada, com apenas o deslizar de um dedo sobre a notificação escolhida.

Por falar em tela bloqueada, agora é possível acessar a câmera mesmo com a tela bloqueada, aproveitando-se do mesmo acesso ao iPod, que agora se chama música, apertando a tecla home, assim como a edição de fotos no próprio aplicativos imagens e a possibilidade de tirar fotos apertando um dos botões de volume. No aplicativo música, antigo iPod, agora temos apenas as músicas, podcasts, e audiobooks. Videoclipes, episódios de séries e filmes, tanto alugados quanto comprados, agora estão em um aplicativo separado, Vídeos, como já acontecia no iPad.

Por falar em iPad, o tablet agora ganhou um novo layout no teclado que facilita a digitação para usuário que gostam de segura-lo como a um celular, com as duas mãos. Dividido ao meio, o usuário agora pode usar apenas os polegares para digitar com maior naturalidade, evitando a situação desconfortável de ter que encontrar uma posição agradável para ele em seu colo.

Há também a integração com o Twitter, que me dá a esperança de uma futura integração com o Facebook, que permite ao usuários tuitar direto dos aplicativos, sem a necessidade de abrir um aplicativo específico para isso.

O mais legal de tudo, pelo menos para mim, foi a criação e integração do serviço iCloud, que permite a sincronização de agenda, calendários e até mesmo posição em livros via nuvem. Você pode começar a ler um livro no iphone e continuar EXATAMENTE de onde parou no iPad, alterar alguma informação de contato no iPad e encontrar essa mesma alteração na agenda do seu computador, MAC ou Windows, quando chegar em casa ou no trabalho, sem a necessidade de sincronização. Infelizmente a inconveniência de só poder sincronizar com uma unica máquinha prossegue, mas não custa nada esperar e sonha um pouco, né? Se podemos espalhar nossas comprar no itunes por até cinco máquinas…

Existem outras dezenas de pequenas mudanças pelo sistema que vão te maravilhando, conforme se conhece, mas não dá pra citar todas aqui. Se você tem um iPhone, iPad ou iPod Touch de 3ª ou 4ª geração não perca tempo e atualize assim que o iOS for oficialmente lançado no dia 12/10. Você com certeza não se arrependerá!

Postagem em Homenagem à Steve Jobs, inspiração hoje e sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Nerd Rulez

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s